Skip to content

Me rendi: Ombré Nails

2 de dezembro de 2011

Pra começar acho muito bizarra engraçada essa moda de ombré coisas, mas enfim. Vi em um milhão de lugares unhas com pontinhas brilhosas e e um momento de tédio (em que eu deveria estar fazendo trabalho de final de semestre da faculdade) resolvi fazer e ver no que dava.

Para ser bem sincera eu amei ahaha, achei que ia odiar e me arrepende do tempo perdido, mas achei muito gracioso! Não tinha achado nada demais nas unhas das outras meninas, mas não consigo parar de admirar as minhas desde então.

Eu faço a minha própria unha e fiz a ombré também, achei bem simples, parece mais difícil do que realmente é. O único problema é que demora uns 5 anos pra secar e se você for desastrada (oi!) vai amassar o esmalte se não esperar quietinha até ele secar totalmente, porque como tem as duas camadas do esmalte + camada de bilhos ele fica mais grossinho.

Fiz com o Armadilha Tropical da Risqué e o Poção Mágica da Colorama por cima nas pontinhas,  nunca tinha usado o Poção Mágica, mas achei ideal para esse propósito.

Esfoliante labial

25 de novembro de 2011

Sempre sofri com os males da boca seca e da mania de comer pelinhas (terrível, seu sei), então minha boca quase sempre está com um machucadinho e cheia de rachaduras.

Desde que descobri o Sugar Lip Polish da Fresh estou mega apegada. Ele é um esfoliante labial feito de açúcar mascavo, é bem gentil, mas deixa a boca lisinha e hidratada.

A parte da hidratação fica por conta dos outros ingredientes da composição, ele tem óleo de jojoba e de semente de uva (e mais um que eu não sei do que se trata), então depois que você enxagua fica uma sensação um pouco oleosa nos lábios.

Ele é bem pastoso, e quando eu passei pela primeira vez achei que não fosse fazer diferença nenhuma, mas ele é bem poderoso (a não ser que o lábio esteja num estado calamitoso).

Virou meu truque número um para antes de passar batons escuros e/ou secos (tipo o Ruby Woo). Passo na boca seca até sentir a boca bem lisinha, ai enxaguo e passo um lip balm poderoso em seguida, tipo o Carmex, e me maquio enquanto o balm absorve.

É ótimo para passar depois do Bepantol também. Passo uma camada generosa de bapantol nos lábios antes de dormir e quando acordo faço uma esfoliação com o Sugar.

Comprei na Sephora, então imagino que em breve ele e a Fresh devam chegar por aqui.

Bonitas da semana

18 de novembro de 2011

O que melhor para uma sexta-feira (dia de show da Britney) para postar algumas inspirações?

Kristen Stewart na premiere de Amanhecer em Los Angeles. Achei o make tão gracioso, bem olhão marcado ótemo para a balda, mas de um jeito gracinha. Ela usou uma sombra chumbo que ia escurecendo em direção ao canto externo e puxadinha em direção às têmporas, um bom jeito de mudar um pouco o formato de sempre.

Fora que ela tá sorrindo na foto né, raridade super, precisava postar.

E ai separei fotos de várias mocinhas belas que capricharam no Annual Film Benefit, que esse ano homenageou o Almodovar…

Chloe Moretz super gracinha, e com maquiagem super apropriada para a idade dela, bem levinha, blush saúde, batom rosinha e sombra clarinha. E o bom dessa foto é que dá pra ver bem o coque né, de ladinho e com a pontinha solta, achei fofo.

Emma Stone sempre graciosa né? Ela usou um coque com bastante volume no cocuruto e franja presa atrás da orelha. Make bem básico que ela usa bastante, delineador gatinho bem fininho, lápis branco dentro da linha d’água, sombra iluminadora no canto interno do olho, blush saúde e batom cor de boca.

Elizabeth Olsen também foi de delineador gatinho, mas o dela tinha um detalhe a mais, tinha uns brilhinhos discretos ao invés de ser totalmente preto. Para combinar sobrancelhas bem marcadas e batom que parece um stain querendo ser vermelhinho. Cabelo com risca lateral e ondas.

Olivia Wilde tá com uma carinha engraçada nessa foto, mas achei o ângulo ótimo porque dá pra ver vários detalhes. Sombra prata com graça (achei que tem um “quê” de rato) na pálpebra móvel e na linha dos cílios inferiores e gloss pêssego de leve.

Acho que o cabelo dela tá tão lindo enorme e com pontas mais claras que estranhei um pouco o coquinho, que é bem básico e assim como o da Chloe tinha uma pontinha solta.

E por fim a dona Blake Lively, não dá para ver muito bem a maquiagem dela, mas é a de quase sempre, a diferença é que as cores usadas no olho são um pouquinho mais escuras. E o cabelo era um rabo de cavalo com textura e com volume no cocuruto e franja solta. Bom jeito de deixar o cabelo preso mais “noturno”.

Comprinhas parte V: Strawberry.net

14 de novembro de 2011

Êee última parte da série comprinhas que demoraram cinco anos para chegar… Sexta-feira (11) chegou a última compra que faltava, da Strawberry (ou Morangão).

Assim como o da Lime Crime, não sei de quem foi a culpa da demora (greve dos Correios e tals), porque foi despachado no dia 1 de setembro e só chegou agora… Mas enfim, chegou certinho então tudo bem.

Comprei um quarteto de pigmentos da MAC, desses que vem em uma coleção especial – é o Stacked 2 da Crush Metal, se não me engano.

São quatro cores bem gatas, mas não sei o nome de cada uma porque não vem nada além de “Stacked 2″ escrito.

Mas são elas: dourada puxada para o verde, dourada aberta, bronze aberta e bronze mais fechada e brilhante.

(Com flash)

Com flash e na luz natural, respectivamente.

Foram meus primeiros pigmentos da Mac, e acho que foi uma ótima compra, porque as cores são super usáveis, e bem pigmentadas.

Ainda não usei, mas assim que usar faço um update aqui.

Ah, mais duas coisas importantes, a primeira foi um dos fatores de eu ter comprado foi o preço, custou R$64,00 sem taxa de entrega e nem nada (e eu ainda ganhei um brinde de estreante no site, um batom da Calvin Klein), ou seja: 16 reais por cada pigmento + brinde (muuito pechincha!).

A outra coisa foi a embalagem, assim que chegou a caixinha não tinha nenhum lacre, só uma fita amarrando a caixa, assim que vi pensei “ferrou”, mas ainda bem que veio tudo certinho e ninguém interferiu na minha compra.

Comprinhas parte IV: Lime Crime

8 de novembro de 2011

Uhul finalmente meu batom da Lime Crime chegou! Depois de um pouco mais de três meses (isso mesmo, cara leitora) acordei no sábado com ele em mãos.

Não dá para saber exatamente de quem foi a culpa, afinal correios em greve e tudo mais. Eles inclusive despacharam bem rápido o pedido e mandaram o código de rastreio para usar no site dos correios (que das vezes que eu chequei não estava fuincionando).

Escolhi o Countessa Fluorescent, um rosa cheguei bem bonitão que eu queria faz tempo. O batom em si custou US$16 e a tava de envio US$10. Então no total, e convertendo para o real ficou na média de preços das marcas nacionais.

Ia tirar fotos das caixas, porque veio dentro da caixinha padrão, que estava dentro de uma caixa maior super fofa que por sua vez, estava dentro de uma caixona bem grande para um batom, mas quando fui fotografar descobri que elas já foram jogadas fora.

Achei a embalagem meio cafoninha pra ser bem sincera, mas entendo o lado lúdico dos unicórnios e da proposta divertida da marca. E é legal ter um diferente ali no meio das embalagens pretas que são o padrão.

Enfim, vamos falar do batom.

Como eu disse no começo, é um rosa vibrante gato. Quando fiz essas compras toda estava numa vibe super batom rosa, então agora que eles finalmente chegaram deu pra perceber como fui repetitiva no tema.

Ele é bem cremoso na hora de passar, e depois meio que dá uma secadinha de leve na boca, e fica mais “confortável” – eu acho batom muito cremoso bem desconfortável, por sinal.

Preferi passar com um pincel de corretivo, que é de cerdas sintéticas assim como o específico para lábios, só que maior. Achei que distribui melhor o batom e deixou a cor bem mais uniforme.

E aqui ele em ação (oi!), não fica tão chamativo na foto, mas na vida real é mais cheguei.

Bom, já que falei da minha vibe rosa, o comparativo entre os três últimos que chegaram:

Rose Hip da Milani em cima, Vibrant Pink (62) da Barry M à esquerda e o Countessa Fluorescent da Lime Crime à direita. Eles são bem parecidos mas diferentes entre si. O Rose Hip é mais escuro, vibrante e cremoso, o Vibrant Pink é mais seco e o Countessa é o meio termo dos dois, tanto a cor como a textura.

Mais um amor

3 de novembro de 2011

Já começo dizendo que eu sei que estou atrasada na cor, mas em todas as oportunidades que tive de adquirir esse esmalte ele estava esgotado ou eu quis outra coisa tipo o Graphite. Enfim, ontem minha mãe chegou de viagem e me trouxe o Black Pearl de presente (ela falou que era o último do estoque… Destino!). E eu muito ansiosa já passei.

Mas antes das fotos – não fiz a cutícula bonitinha então tá meio porco de leve… Não me julguem, estava com pressa.

Foto com flash e na luz natural, respectivamente.  O fundo não chega a ser preto, tá mais para um grafite/chumbo e o reflexo é verde escuro. E bom, é consenso do mundo que parece – positivamente – um besouro. Não desbancou o Graphite da posição de preferido, mas tá no segundo lugar provavelmente.

Deixa a unha com todo aquele charme especial de esmalte bem escuro (sei que nem todo mundo gosta, mas amo esmalte preto/quase preto) só que tem a graça a mais, típica do que esperamos de um esmalte Chanel, do reflexo.

As bonitas da semana

29 de outubro de 2011

Estou super em falta com o blog, eu sei! Tenho mil posts planejados mas zero tempo de realiza-los… Enfim, enquanto isso separei algumas fotos das bonitas da semana para postar. Afinal é sábado a noite, ainda tá em tempo de sair.

Amei o penteado da Sandra Bullock para o amfAR, perceberam como rabo de cavalo não precisa ser sem graça? O dela tinha voluminho no cocuruto e textura no cumprimento.

Para o make ela usou sombra prata na pálpebra móvel, delineador rente aos cílios, lápis preto levemente borradinho na linha d’água, blush pêssego e batom nude.

Keira Knightley com um coque bem magrinho, não é só porque ela está com o cabelo curto que não pode prende-lo, certo? Era bem rente a raiz e se volume.

A make era a básica-Keira, olho escuro marcado, blush saúde e batom cor de boca.

E por fim, Elizabeth Olsen em dois momentos, tenho certeza que ainda vamos ouvir falar bastante da irmã mais nova da Mary-Kate e da Ashley.

No primeiro cabelo liso com leve ondinhas dispersas, make com sombra meio rato/marrom acinzentado e batom vinho que parece um stain – ou que foi aplicado com batidinhas.

E no segundo momento cabelo liso com emoção e textura, olho marcado com sombra marrom na pálpebra móvel e dourado no canto interno e na linha dos cílios inferiores, lápis preto na linha d’água e batom nude.

O poder do corretivo

21 de outubro de 2011

Só eu fiquei com sensação de preciso testar a magia desse corretivo A-G-O-R-A?

E só para não deixar passar em branco, #ZombieBoyseuLindo! (Sem bullying por favor).

Coque da semana

19 de outubro de 2011

Ok, vocês já devem ter visto esse belo coque da Amber Heard por ai… Mas achei tão belo e inspirador que resolvi postar também.

Ótima idéia para a próxima festa de gala ou casamento. Topete mediano na frente com uma coisa meio torcida acontecendo onde junta a raiz com o coque que forma tipo uma rosquinha.

Achei graciosíssimo!

E a make bem de bonita, pele perfeita, sombra marrom clara na pálpebra móvel e cobra na linha dos cílios de baixo. Blush saúde e batom pêssego.

Comprinhas parte III – Barry M

15 de outubro de 2011

Uhul, mais uma comprinha chegou!!!

Tinha feito essa compra na Barry M no dia 31 de agosto e ela chegou dia 12 de outubro aqui… Demorou um pouquinho mas veio tudo certo.

Escolhidos:

Batons: 62 Vibrant Pink, 153 Pink Ribbon e 101 Marshmallow
Sombras/pigmentos Dazzle Dust: 98 Petrol Black e 24 Old Gold

Pensa em uma coisa reluzente… Estou realmente apaixonada pelos Dazzle Dust. Fotos com e sem flash, respectivamente. O escuro é o Petrol Black (98), que tem fundo preto com brilhos azuis (achei que tem um pouco de verde e roxo também, mas acho que porque eles são meio furta-cor), e o mais claro é o Old Gold (24), eu achei meio prata velho na real, o fundo é bem parecido com a sombra Patina da Mac, dourado cinzento/prata velho e tem brilhos prateados.

A duração é bem digna, passei o Old Gold de manhã para ir trabalhar direto na pele, sem primer ou qualquer coisa do tipo, e ele se manteve firme, forte e brilhante até o finalzinho da tarde.

Eu muito esperta passei na ordem diferente na mão mas tudo bem… Da esquerda para a direita: Pink Ribbon 153, ele é mais rosa do que vermelho, mas nenhuma foto captou a cor original dele. É bem bonito, e é uma cor mais diferente. O Pink Vibrant 62, como o nome sugere é um rosa vibrante, o mais vibrante que eu tenho provavelmente. Já vi em alguns blogs um comparativo entre ele e o Candy Yum Yum da Mac, e pelo que falam eles são gêmeos. E por fim o Marshmallow, 101, que é um nude beeeem clarinho, totalmente boca de morto.

Os três são cremosos mas o 153 é mais do que os dois outros, mas nada super cremoso. É uma textura “normal”.

Barry M 101 Mashmallow x Fleshpot Mac

(Troquei a ordem de novo – dã) Os dois são nudes rosados, o Fleshpot (esquerda) parece bem mais escuro assim comparando, mas depois de aplicados o resultado é bem parecido. A cobertura do da Barry M é mais fraquinha, e ele fica um pouco machado se não passar com corretivo embaixo, mas por menos de 5 pounds tá ótimo.

O frete na Barry M é fixo, são 8 libras se eu não me engano, e como a entrega é internacional e para fora da Europa não paguei nenhum imposto nos produtos e eles acabaram saindo mais barato do que dizia no site.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 31 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: