Quero ser ruiva!

Eu sou muito fã de ruivas, sempre falo isso aqui, e inclusive serei uma um dia. Para aguçar minha inveja inspiração, Marina Ruy Barbosa apareceu assim em um evento do GP Brasil no Jockey Club:

Além desse cabelo que já é maravilhoso por si só, ela usou um super adereço. Gostei muito, e não achei exagerado porque a maquiagem estava mais suave, o cabelo não tinha mais nenhuma informação (como ondas por exemplo), além da roupa (que não dá pra ver) estar harmônica e o evento permitir.

Passada rápida pelo Teen Choice Awards

Como não assisti a premiação para analisar direito as produções, fiz uma pesquisa rápida sobre o evento de ontem e elegi algumas para postar aqui no blog. Vamos lá:

Kaley Cuoco (Penny, te amo!), ameei o cabelo com raiz bagunçada e ondinhas, mas quanto a maquiagem tenho minhas dúvidas. Talvez se não tivesse esse lápis preto acontecendo, o olho teria ficado mais harmônico com o batom.

Elizabeth Banks, olho com o contorno “sujinho” de lápis, ótimo jeito de destacá-lo sem deixar super marcado, e batom laranjão, chutaria o Good to Go, prolongwear da Mac, é bem parecido.

A Fergie passou aqui para lembrar que se você resolver ser loira platinada precisa cuidar da sua raiz, hehe.

Emma Stone sempre tão linda né? Meio rabo com ondinhas no comprimento e make esfumado marrom e preto.

Lucy Hale, bem graciosa com cabelo de lado em cima do ombro, olho esfumado com sombra clarinha quase prata e com sombra preta no canto externo, blush saúde e gloss cor de boca.

Nina Dobrev estava super fofinha, e bem copiável. Delineador gatinho, bem fininho no canto interno e mais grosso da metade para fora. E rabo de cavalo com uma franja que parece estar solta mas não está. Só não gosto de uma coisa: ela namora o cara mais gato do mundo..

..Ian Somerhalder.

Será que essa moda pega?

Eu nem ia falar disso aqui no blog, mas quando mais de uma moça bela aparece assim acho que merece destaque. Recentemente a Lauren Conrad fez uma enquete em seu site e apareceu assim:

Madeixas coloridas! Eu gostei, mas acho muito difícil acertar porque a linha entre o cabelo colorido que ficou legal e o cabelo colorido que ficou mal feito/parecido com crepom é muito tênue. Fora todo o cuidado envolvido, já que isso detona os fios.

E aqui a Lauren com as madeixas desbotadas, só ficou um azul bem clarinho em algumas mechinhas randômicas. Achei muuuuito gracioso, sério! Ficou diferente mas discreto.

E agora dona Kate Bosworth apareceu com as madeixas coloridas também, só que numa versão monocromática azul.

Sou super a favor de mudanças e estou curtindo essa vibe colorida para cabelos, mas nesse caso não gostei muito não, e dá pra ver que o cabelo ficou bem judiado. Prefiro o cabelo dela de antes, mas quem sabe se com a ajuda de uma máscara hidratante não fique mais legal né? Veremos..

Diane inspiradora

Estava reparando nos post de inspiração aqui do blog e percebi que apesar de sempre amar as produções da Diane Kruger, ela aparece super pouco por aqui. Então, para amenizar essa falha, um post especial com a própria.

Uma coisa que eu reparei é que ela é muito fã de uma maquiagem específica: sombra taupe  + delineador fininho + blush rosado, mas claro com variações. E os coques que ela usa são um caso à parte.

A tal da maquiagem falada a cima: sombra taupe, com um lápis meio grafite esfumado levemente só no canto externo, blush rosa e batom rosinha cintilante.

Sombra no mesmo estilo só que quase prata, e reparem que rola uma sombra mais clara cintilante na linha dos cílios inferiores. Truque ótimo para incrementar & iluminar a maquiagem. E ai cabelo solto com ondas levinhas, gosto muito.

Diane no amfAR desse ano, coque super básico e bagunçadinho equilibrado com o batom vermelho, e sombra clarinha brilhante e delineador finíssimo.

Releitura do look de cima versão mais arrumada, batom vermelho, sombra marrom mais escura e delineador um pouco mais grossinho. E franja presa com grampos aparentes, muita gente odeia e acha que grampo tem que ficar escondido, eu não tenho uma opinião fixa porque cada caso é um caso, mas acho que aqui ficou harmônico.

Sombra preta brilhante e lápis preto na linha d’água para variar o make, também rolou cílios postiços nessa produção.

Delineador gatinho super básico, e cabelo preso num meio rabo com ondas.

Dois makes parecidos com pequenas variações. No primeiro sombra dourada na pálpebra com um marrom mais escuro no côncavo e esfumada no canto externo, e delineador completando. E na segunda dourado querendo ser marrom na pálpebra móvel com côncavo e canto externo mais escuros, sombra dourada mais clara no cantinho interno do olho e em toda linha dos cílios inferiores e lápis preto de leve na linha d’água.

Amei a finalização desse cabelo, faz uma quase trança só nas pontinhas e termina dando um nózinho, gracioso!

Torcidinho gordo lateral que termina num coque “emaranhado de cabelo”.

Meio rabo belíssimo e cheio de textura em um ensaio da Madame Figaro (eu acho), de babar né?

Adoro esse coque lateral com uma trança disfarçada acontecendo.

E para finalizar, três coques com adereços: o primeiro com mechinhas soltas e um super enfeite, o segundo de um tamanho médio na lateral do coque e o último menorzinho e bem na  parte frente.

Météorites!

Tenho percebido algumas dúvidas aqui em relação ao pó Météorites da Guerlain, então resolvi fazer um post sobre ele, vamos ver se ajuda..

Começando pela parte histórica, ele é um super clássico no mundo da maquiagem, aliás um clássico revolucionário, porque quando ele foi lançado (em 1987) era bem diferente dos outros, não só pela apresentação na forma de bolinhas coloridas mas porque era fininho e sutil na pele.

E esse pincel super perua? Amo muito. Eu uso o meu só com o Météorites, porque acho ele muito denso para usar como pincel de blush ou de “pó normal”, mas mamãe me imitou e comprou um para usar com blush, e disse que gosta do resultado apesar de achar que se fosse mais molinho seria melhor. Para aplicar é só fazer um movimento circular nas bolinhas que elas soltam o pó (qualquer pincel serve obviamente, mas já que eu estava investindo em um Météorites, resolvi fazer o investimento completo).

A versão que eu tenho é a nova (que vem na latinha) e a cor é a Teint Rosé 01, que equivale à Myth da versão antiga. A diferença (além da embalagem) é que a versão nova tem 5 cores de bolinhas ao invés de 6, uma breve explicação sobre cada uma:
– Branca: clareia e dá brilho
– Dourada/Amarela: ilumina
– Verde: diminui a vermelhidão
– Rosa: da um glow saudável
– Lilás: diminui tons amarelados da pele e reflete a luz
(A sexta cor que não tem mais era pérola, e tinha a mesma finalidade que a dourada.)

Cores concentradas na pele.

Eu uso como pó finalizador em dias que pedem uma produção especial (é totalmente psicológico isso de dias que pedem produção especial, usar um pó “especial”, mas enfim, eu gosto desse lado mais glamour que ele tem). Ele não substitui o pó normal para evitar a oleosidade e também não substitui o iluminador. O brilho dele é realmente sutil, não ficam várias partículas de brilho espalhadas pela cara e nem é super reluzente, uso no rosto todo sem medo de ser feliz.

Aqui dá pra ver mais ou menos como fica, nada muito aparente.

Não é um item super necessário na penteadeira, mesmo porque ele não é barato, mas pra quem curte maquiagem de verdade é uma coisa super legal de se ter. Tem essa vibe mais retrô e a parte divertida das bolinhas coloridas, que você não vê por ai. Tem a versão prensada também que é bem fofa, mas pelo que eu lembro é bem mais cara (a latinha custa US$57).

Existem algumas edições comemorativas (dá um google) e geralmente dá pra encontrar alguns kits no freeshop.

Batons irmãos

Esses dias, durante uma pesquisa na penteadeira, fiz uma descoberta interessante sobre dois batons irmãos (quase gêmeos) versão nacional e internacional.

Raspberry Mate da Contém 1g e Perpetual Flame da Mac.

Comparativo entre eles, Raspberry em cima e Perpetual Flame embaixo. Como dá pra notar, eles não são exatamente iguais, mas são a mesma coisa. O Perpetual é mais fechado e o Raspberry é mais aberto puxa um pouco mais pro rosa, mas ainda assim, dependendo da luz fica tudo a mesma coisa. A diferença maior entre eles é a textura, o Raspberry tem acabamento matte mas não chega a ser seco como o Ruby Woo, e o Perpetual Flame é quase cremoso.

Não tenho nenhuma foto apresentável com eles, mas vou providenciar e posto aqui depois.

Make Burberry

Ontem estava fuçando em algumas coisinhas e me deparei com a camapanha de outono inverno da Burberry, e achei tão graciosa que resolvi postar.

Olho com contorno definido e boca nude, super copiável.

Aqui a mesma coisa, mas dá pra ver melhor que a sombra faz um leve puxadinho no canto externo do olho.

E aqui dá pra ver que o canto interno também é bem definido, o lápis vai até o cantinho mesmo ao invés de parar ali onde os cílios acabam.

E no site tem um vídeo da Wendy Rowe, consultora de beleza da Burberry, explicando quais produtos ela usou, que são:

- Pele: Sheer Foundation, Sheer Powder, blush Light Glow Cameo (n°02) e Warm Glow (n°02) como bronzer.

- Olhos: Effortless Mascara cor Midnight Black (n°01) passada apenas em cima dos cílios para deixar mais natural, mas esse truque de passar rímel na parte de cima  depois de ter passado na de baixo é bom pra dar bastaaante volume, e no caso de quem tem cílios clarinhos é bom pra escurecer mais também, só tem que tomar cuidado pra não tombar, ai lápis Eye Definer cor Midnight Black (n°01) para fazer a base do contorno e Sheer Eyeshadow Midnight (n°18), esfumada em cima do lápis com aquela esponjinha que vem junto e todo mundo sempre dispensa e uma outra bege clara levemente brilhante (que não foi especificada no vídeo) na pálpebra móvel para dar um brilho natural e deixar o preto do contorno mais harmônico.

- Boca: Lip Glow Cameo n°08

Todos os produtos da própria Burberry obviamente. Mas é facílimo de copiar né? Qualquer lápis preto+sombra preta+sombra iluminadora dão conta do resultado.

Inspirações para o final de semana

Acho que nada melhor para um post de sexta feira do que inspirações para serem usadas no fim de semana, né?

Olivia Wilde com olho preto/chumbo esfumado na pálpebra móvel e borradinho na linha inferior dos cílios. Blush pêssego e batom clarinho.

E rabo de cavalo bem esticado com voluminho no cocuruto.

E Mila Kunis bem fofinha na premiere do filme dela com o Justin, Friends with Benefits. Olho bem básico, mas que funciona muito bem para vários eventos, esfumado marrom na pálpebra e lápis preto na linha d’água.

Cabelo preso em um meio rabo bagunçadinho com a franja solta e headband de correntinhas para completar.

Domando o frizz

(Ok, esse post pode até ter vindo em uma época errada, vide inverno e tempo ultra seco (pelo menos em São Paulo). Mas vamos considerá-lo “atemporal” porque frizz quase nunca é bem vindo).

Meu cabelo não é super-hiper-mega-ultra rebelde, mas ele tem seus dias caóticos. E eu tenho meus dias de preguiça de lidar com ele também, ou sei lá, resolvi fazer escova mas fiquei com preguiça no meio do processo. E é ai que o domador de frizz entra.

Lotus Shield da Avon é um nacional bem famosão. Gosto bastante pra usar em dias de chuva porque segura bem o comprimento do cabelo e evita que fique super armado. Prefiro aplicar quando o cabelo já está quase seco, acho que segura melhor. Não chega a pesar nos fios, mas não é o creme mais leve que eu já usei na vida, acho que porque ele cria essa “barreira” de proteção e tals.

Ai 3 coisas do John Frieda que moram no meu coração:

3-day straight tá super bombando, é um spray de styling que promete até 3 dias de cabelos lisos, basta dar umas borrifadas no cabelo e fazer escova & chapinha. Nunca fiquei 3 dias sem lavar a cabeça (por sinal lavo todo santo dia), mas percebi que o cabelo alisou mais rápido durante a escova, e que ele se comportou melhor durante as festas. Classificaria como facilitador de escova. Ah, e a parte do frizz (dã), melhora bastante. Claro né? Pra fazer uma escova durar 3 dias tem que domar o cabelo e fazer com que ele se comporte.

Heat Defeat é um protetor térmico que ajuda a bloquear a humidade. Uso todo dia, independente de fazer escova ou não, porque sempre dou pelo menos uma secadinha no cabelo se não ele demora 5 anos pra secar #dramática. Deixa o cabelo bem baixinho e macio. De todos os protetores térmicos que eu já usei na vida esse provavelmente é o meu favorito.

Touch-up Flyaway Tamer é o mais legal de todos. Tem essa escovinha de rímel e funciona muuito bem. A primeira vez que usei achei que ia deixar o cabelo melecado/duro (tipo um gel), mas não deixa. Eu costumo usar na raiz pra abaixar aqueles cabelinhos que insistem em ficar de pé. Ele “seca” e o frizz some, é mágico. Me arrependi de não ter comprado um estoque. Ouvi boatos que essa linha Full Repair vai chegar no Brasil em breve, e eu sei que vende John Frieda na Drogaria Iguatemi aqui em São Paulo.

Além desses, que são cuidados extras, a máscara Oléo-Relax da Kérastase é ótima para um tratamento mais intenso contra o frizz. Uso como condicionar em dias de umidade extrema, porque ai além de segurar, ela trata o cabelo e previne o aparecimento de mais frizz no futuro.

Fadismo no Valentino

Eu tenho uns lapsos as vezes com coisas que deveriam ter sido postadas há tempos mas não foram que sério, quase imperdoável. Como assim eu não postei o cabelo mais gracioso-quando-eu-for-casar-no-campo-vou-assim de todos os tempos? Sim, estou falando do desfile alta-costura do Valentino.

Visão geral do acontecimento todo..

Coque trançado & torcido, com a continuação da tiara acontecendo ali no meio.

E com a franja suavemente solta com algumas mechinhas que foram presas para trás. E a maquiagem completando a fofura? By Pat McGrath. Boca e bochechas rosadas, sombra iluminadora dourada no canto interno do olho e iluminador no v do lábio.

Já que casar ainda está longe, bem longe, dos meus planos, quero muito uma festa a fantasia para poder ir de fada e copiar a beleza desse desfile.